Solução PPPoE de Baixo Custo e Muito Desempenho

Com a popularização da fibra óptica nos últimos anos, chegaram os super planos de velocidade, 100 mega 300 mega 500 mega entregues ao cliente final, e com isso muitos provedores começaram a enfrentar problemas para conseguir entregar uma internet de qualidade. Provedores que utilizam MikroTik em seus concentradores PPPoE sofrem com problemas de alto processamento, desempenho e travamentos em seus equipamentos.

No tutorial de hoje vamos apresentar uma solução PPPoE para mais de 3 mil usuários custando menos que uma Routerboard CCR 1036.

O SOFTWARE:
Neste tutorial vamos utilizar o Accel-PPP, um software open-source que roda em ambiente Linux.

LINUX SUPORTADO:
O Accel-PPP tem suporte a CentOS, Debian e Ubuntu, para o tutorial vamos utilizar o Debian10.

Servidor referência para comparar desempenho:
Dell R410 2 Xeon L5520, 16gb ram, 1 placa intel X520-DA2 (Encontrado por até R$ 5.000,00 com placa de Intel X520-DA2)
Nos testes com Accel-PPP com o R410 autenticamos cerca de 3200 mil usuários com processamento na casa dos 30% e passando 4.7 Gbps.

Instalação Debian 10 Buster LIMPA Passo-a-passo

Para instalar o Accel-PPP siga os seguintes passos abaixo:

Atualizar Debian e instalar dependências necessárias

Copiar o código fonte do Accel-PPP do repositório oficial

Criar e acessar a pasta aonde vamos preparar o código para iniciar a instalação

Compilar e instalar o Accel-PPP

Ative o Accel-PPP na inicialização do Debian

Crie o arquivo aonde vamos configurar o accel para autenticar nosso primeiro usuário

Dentro do arquivo, cole o seguinte código:
obs: troque ens192 pela placa de rede que o cliente vai autenticar, e troque 192.168.10.25 pelo ip da wan do debian

Próximo passo é criar o arquivo aonde vai ficar os dados do usuário:

Dentro do arquivo vamos colar o seguinte:

Agora com tudo configurado, vamos reiniciar o serviço do Accel-PPP para aplicar as configurações:

Se você seguiu o tutorial até aqui corretamente, coloque um roteador para discar e vamos ver o resultado, o usuário que configuramos no arquivo /etc/chap-secrets foi usuário: teste senha: teste

Com o roteador conectado, vamos digitar o seguinte no terminal do Debian10:

com este comando vamos ver o nosso primeiro usuário conectado:

Último passo para o cliente navegar é ativar o IP FORWARD no Debian, e fazer o NAT.

Chegando até aqui, você já consegue autenticar um usuário e fazer ele navegar a partir do Servidor PPPoE, para autenticar usamos um método de autenticação local, com usuário, senha e plano configurados dentro do Debian, mas o Accel-PPP é compatível com muitos sistemas de gerencia de provedores ex: (MkAuth, SGP, IXC, TOPSAPP, MkSolutions, HubSoft dentre outros ).

Autor: Júnior Decezere http://t.me/jrdecezere

Grupo do Telegram para trocas de informações sobre o Accel-PPP https://t.me/braccelppp

Link Curso Accel-PPP do ZERO ao AVANÇADO http://www.cursoaccelppp.com.br/
Pagando o curso por esse link, você reverte uma % para o remontti.com.br

Você pode gostar...

12 Resultados

  1. Remontti, seus tutoriais estão fazendo a diferença para mim.
    Gostaria de saber se posso compartilhar seus trabalhos no LinkedIn. Eu faço as coisas e quando dão certo, eu posto lá. Mas quero dar créditos a quem merece crédito. Desde já, agradeço.

  2. Heitor disse:

    Boa tarde, da pra fazer CGNAT e ter os logs ?

  3. Will disse:

    muito bom o material, se eu usar o radius, nao preciso criar os planos e nem o usuario?

  4. Ronaldo da Silva Paixão disse:

    Já comprei à alguns meses atras, atualmente uso em minha rede 1400 sessões esqueci meus problemas…uso em um i7 9700k em media 5% de processamento com 2.5gbps de trafego em horario de pico, recomendo!

  5. Renan Aquino disse:

    Parabens pela iniciativa, otimo tutorial vai ajudar muitos clientes!

  6. flavio Dionizio disse:

    e o controle de banda como seria feito?

  7. Renilton disse:

    O controle de banda funciona? Tem como colocar burst.

  8. Bruno Dantas disse:

    muito bom.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *