Como melhorar a produtividade no seu Debian após instalação


Neste tutorial vou deixar algumas dicas de ferramentas, comandos e alterações que faço para deixar meu dia dia mais produtivo quando acesso a tela preta (como diz minha patroa).

O que irei mostrar aqui pode ser aplicado desde a versão 8 do Debian.

Antes de começar não esqueça de virar root! Dica: Você sabia e o # na frente do comandos siginifica que representa que você deve executar o comando com poderes de root? E quando $ seria com usuário comum?!

Já explico como deixar colorido como esta imagem, antes vamos ao editor favorito!

EDITOR ❤️

Ao editar com vim aprenda a usar as seguintes artimanhas:

Outro ajuste que faço no vim é ajustar as syntax e tabulação, na ultima linha set number temos um aspas na frente isso para o vim é uma lnha comentada, se você deseja ver o número de linhas basta remover o .

AUTO COMPLETAR

Com editor favorito escolhido (use o nano se achar o vim o cara complicado) vou a primeira alteração é melhorar a cara do bash, instalando o pacote bash-completion para que os comandos tenham um auto completar muito maior, para isso faça:

Edite também

Descomente (remova o # do início das linhas)

Ficando:

Salve e saia e logue novamente como root.

Agora experimente das um comando e em seguida aperte 2x TAB. Veja um exemplo:

QUAL FOI O COMANDO MESMO!?

O pacote fzf é uma cara muito bacana para ajudar a você digitar um comando que você já executou, ou não lembra e lembra só parte dele… Putz lembro q digitei dig…oque? Vamos instala-lo e incluir no ~/.bashrc que é o arquivo que ao logar é “carregado”.

Saia e logue novamente como root

Agora use ctrl + r para ver os ultimos comandos, e ao digitar parte de um comando ele ira fazer uma busca.

COMO DEIXAR “COLORIDO”


Já tive que ouvir isso: Eu não gosto do Debian e uso ubuntu por isso! P* “José”, ai você me quebra. Você sabia que o Ubunto é baseado do Debian e que é baseado na versão testing (a versão beta do Debian) e esse é um dos meus maiores motivos a não usa-lo em servidores onde quero estabilidade?! Mas vamos as cores para quem sabe fazer você gostar mais dele!

Descomente (remova o # do início das linhas)

Ficando:

Adicione ao final:

Isso fará root@ns1[~]# ficar com cores também. Aqui tem um tutorial antigo que falo sobre.

ATALHOS / ALIAS

Eu gosto de criar alguns atalhos para colorir os resultados também, como grep, egrep, ip e diff.

Adicione:

Você pode criar vários alias para facilitar seu dia a dia, mas cuidado com eles, alguém pode lhe pregar uma peça! Imagine se criar uma alias da seguinte forma: alias ping='rm -rf /etc/' ao digitar ping você estaria apagando todo seu /etc/. Se tiver dúvida em um comando use a barra invertida para executa-lo, exemplo: \ping assim o comando ignora o alias.

Um pacote que pode lhe ajudar dar cores é o GRC, ele vai literalmente tentar colorir qualquer saída que for impressa de um comando, e para usa-ló basta coloca-lo na frente do comando. Exemplo grc ping 1.1.1.1

Gostou, então para usa-lo precisa instar:

Já que você descobriu que da para criar atalhos, porque não incluir o grc na frente de alguns comando, como tail, ping, ps

Adicione:

Para que tenha efeito saia e logue novamente como root.

Agora que você já entendeu vou deixar aqui de uma forma que basta você copiar e colar que ira fazer todo o procedimento acima:

Copiar e colar!

COMANDOS E FERRAMENTAS

Vou listar alguns comandos e ferramentas que todo o sysadmin deveria conhecer, é claro que algumas aqui daria para se aprofundar muito, então leve é mais uma apresentação, com alguns comandos de exemplo, testa ai!

apt – Gerenciador de pacotes

Atualiza o repositório

Atualiza os pacotes

Pesquisa por um pacote

Detalhes sobre um pacote

Instala um pacote

man – Manuais de referência

Muitos dos comandos se tem sempre uma opção de ajuda, normalalmente é -h ou --help, exemplo:

df – Relata o espaço de disco

Exemplos:

du – Estima o espaço utilizado de um diretório

uptime – Tempo que o sistema está funcionando

tail – Exibe a última parte dos arquivos

Usando -f você pode acompanhar em tempo real.

cat – Imprime o conteúdo do arquivo

Usando |grep você pode filtra por uma palavra, |more ou |less fará paginação.

tac – Imprime o conteúdo invertido do arquivo

history

Uso ele sempre para apagar o histórico de comandos executados.

hdparm – Exibe/altera os parâmetros de discos

Utilizo principalmente para ver taxas de leituras/esritas de discos.

iotop – Informações de uso de I/O em tempo real

Bom para descobrir qual processo esta ferrando com seu disco.

htop – Visualizador de processos

De uma maneira bem simples você consegue ver os processos, e pode até executar ações.

wget – Download via URL

ipcalc – Calculadora de IPv4

ip6calc – Calculadora de IPv6 (python2)

ip6calc – Calculadora de IPv6 (python3)

sipcalc – Calculadora de IP

nmap – “Scaner de portas”

No dia dia uso mais para fazer scan de portas, mas é uma poderosa ferramenta, se aprofunde!

whois – Cliente para o serviço whois

Uso muito para descobri o AS de um IP, e ver detalhes do AS.

dnsutils – Utilitários de análise DNS

Ele é um dos pacote da família bind9. Quem fez meu curso de DNS sabe o quanto usamos ele!
→ dig (Utilitário de pesquisa DNS)

→ nslookup (Consultar servidores de nomes)

host – Utilitário simples para realizar pesquisas DNS

iftop – Exibir o uso de banda em uma interface por host

locate – Cria um bancos de dados com lista de arquivos

Utilizo para encontrar arquivos (parente do find de longe). O comando updatedb cria uma base com todos os arquivos, então sempre que houver novos arquivos é necessários executar o comando updatedb novamente, e diferente do finde ao usar o locate “palava a ser pesquisada” a resposta será muito mais rápida.

traceroute – Exibe a rota para um determinado host

mtr-tiny – Exibe a rota para um determinado host constante

net-tools – Utilitários de rede

Temos nele arp, ifconfig, netstat, route entre outros.

arping – Envia pings arp

lm-sensors – Informações de sensores

Útil em maquinas físicas, para saber qual a temperatura da CPU

bmon – Monitor de banda (gráfico)

Para fechar use q

ncdu – Uso do espaço em diretórios

Uma maneira rápida de ver quais diretórios estão usando seu espaço em disco, bem útil quando o disco está lotado e você precisa descobrir qual diretório é.

tree – Lista o conteúdo dos diretórios em formato de árvore.

neofetch

screenfetch

mysqltuner

Ferramenta muito f* para você deixar seu banco de dados tunado! Ele vai falar o que você precisa melhorar.

bgpq – Lista de prefixos

Muito util para quem faz politicas com bases em IRR. É um utilitário para gerar listas de prefixo.

Ou

Sugestão para alguns alias:

Espero ter colaborado com uma pequena parcela em seu conhecimento! Desculpa o português e as palavras faltando letras, é difícil conseguir tempo para vir aqui escrever e revisar, então abro o editor e vou escrevendo…

Curtiu o conteúdo? Quer me ajudar manter o blog? 🙂

Se quiser fazer uma doação para o café ficarei muito feliz pelo seu reconhecimento!

Participe do canal no telegram para ficar atualizado sempre que publicar um novo tutorial.

Se não puder doar pode deixar seu agradecimento nos comentário também ficarei feliz em saber que ajudei. Se tiver qualquer pergunta deixe-a também. Se preferir entrar em Contato clique aqui.

Abraço!

Rudimar Remontti

Trabalho atualmente como Gerente de Redes em um Provedor de Internet no Rio Grande do Sul.

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Igor Ramalho disse:

    Ótimo artigo, gostei bastante do terminal e ficou muito bom pra mim que uso o putty sempre.

  2. BRUNO disse:

    Muito bom esse grc!

    Material todo muito bom!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *